ANO DA MISERICÓRDIA

Internet .
Internet Aline Alves

As Sagradas Escrituras nos ensinam no livro Levítico, capítulo 25, sobre o dia de repouso semanal, que era o sábado, o sétimo ano para o repouso da terra e sétima semana de anos (50 anos) para a restauração total das pessoas, das comunidades e da sociedade. É bom ler lá. Não sei se já fizeram isso alguma vez.A Igreja adotou o jubileu de 50 em 50 anos para uma renovação espiritual com graças especiais. Às vezes os Papas, para o bem do povo de Deus criam um Ano Santo extraordinário para reavivar a fé nos mistérios de Jesus, como fez S. João Paulo II com o Ano Santo da Redenção e Papa Francisco com o ano Santo da Misericórdia. Quer fazer que sintamos a misericórdia de Deus e tenhamos estruturas de misericórdia para a sociedade e em particular, na Igreja.A bula de convocação tem o nome de Misericórdiae Vultus. Jesus é o rosto da misericórdia de Deus. "Misericórdia, escreve o Papa Francisco, é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado". A finalidade desse ano jubilar não será só receber graças, mas fixar o olhar na misericórdia para sermos também nós misericordiosos como foi Jesus. Diz o Papa: Há momentos em que somos chamados, de maneira ainda mais intensa, afixar o olhar na misericórdia, para tornarmos sinal eficaz do agir do Pai.

O Papa Francisco abriu o Ano Santo no dia 08 de dezembro data do encerramento do Concílio Vaticano II, há 50 anos. Todo caminho de renovação iniciado pelo Concílio nos trouxe mudanças profundas que ainda estão exigindo conversão. O caminho da Misericórdia nos abre a ver as necessidades do mundo, da igreja, dos Irmãos de outras igrejas e do mundo que sofre por falta de ter olhos de misericórdia.

A vida de Jesus foi toda ela dominada pela misericórdia pelos fracos e pecadores, pelos doentes e sofredores e por todos os que precisavam do alívio. Vemos que no último momento, no alto da cruz, tem misericórdia do ladrão que a Ele dirige sua súplica: " Lembra- te de mim, quando vieres com teu Reino"... Jesus responde: "Hoje estarás comigo no Paraíso" (Lc 23, 42-43)

O Ano da Misericórdia quer, sobretudo, que recebendo a misericórdia de Deus, a Igreja, a sociedade e cada um, veja o mundo com os olhos misericordiosos de Jesus e faça como Ele fez. essa é a graça que queremos. A misericórdia que Papa Francisco proclama sai do interior para que todo homem e mulher se sintam amados por Deus.

Aproveitemos bem o Jubileu da Misericórdia.

Pe. Luiz Carlos de Oliveira C.Ss.R

(JORNAL BOA NOTÍCIA, dezembro, 2015.)

Deixe um Comentário

Comunidades

Redes Sociais

Jornal Boa Notícia

Leia também

MAIS NOTÍCIAS