UM POEMA PARA BÁRBARA

Internet .
Internet Aline Alves

A História de amor que ajudou a escrever a História do Brasil

Sinopse

Eram meados de 1776 em São João Del Rei, Minas Gerais, quando o novo ouvidor da comarca chegou à cidade vindo de Portugal. As solteiras compareceram ao sarau preparado para recepcioná-lo, e estavam todas muito entusiasmadas com o bom partido para casar, mas não Bárbara Eliodora, justamente a moça pela qual o jovem magistrado José Inácio de Alvarenga Peixoto encantou-se. Ela estava mais interessada em escrever seus poemas e em pensar sobre suas ideias um tanto avançadas para a época. Aos poucos, porém, o convívio fez brotar uma intensa paixão e o casal descobriu ter muito mais em comum do que imaginava. Ambos poetas (ela, a primeira mulher do país), iniciaram juntos uma vida pautada em amor e sonhos de um país livre e justo, que culminou com a Inconfidência Mineira.

Deixando um legado de sangue e lutas, mas também de ideais, versos e heroísmo, que marca até hoje a história do Brasil.

Resenha

Começo essa resenha contando sobre como descobri esse livro, pela primeira vez comprei um livro pela capa. Vi a capa deste livro em um grupo no Facebook e me interessei achei ela simples e singela, mas ao mesmo tempo clássica, depois foi o título Um Poema para Bárbara, amo poesia muito antes dos livros de ficção e esse titulo me chamou muito a atenção. Li a Sinopse e vi que se tratava de um romance baseado na Inconfidência Mineira, mas não esperava o que estava por vir. O livro é dividido em quatro partes e a história se passa entre Brasil e Portugal. O Prólogo já deixa um gosto de quero mais e os capítulos são iniciados sempre com um poema. A primeira parte acontece toda em Portugal onde a autora conta a vida de Inácio Alvarenga como estudante de Direito, antes de vir para o Brasil como Ouvidor na cidade de São João Del Rei.

Tudo o que aprendi na escola sobre o assunto nunca foi tão esclarecedor e apaixonante como vi no livro. A Inconfidência Mineira aconteceu no mesmo cenário em que se desenvolveu no Brasil o Arcadismo ( Corrente Literária), o que fez com que a maioria dos que lutaram na Inconfidência Mineira pertencessem ao Arcadismo e com isso fossem poetas, muitos deles luso- brasileiros. Eram jovens em torne de 30 anos que lutavam pelo bem do Brasil, nesta parte do livro me surpreendeu ao relatar encontros poéticos, reuniões as escondidas para dialogar sobre a sociedade.

Em uma dessas reuniões Inácio Alvarenga conhece Bárbara Eliodora jovem de ideias revolucionária para o seu tempo e também uma apaixonada pelas palavras. Então nasce uma paixão cheia de sonhos. O pano de fundo dessa paixão gira em torno dessas reuniões poéticas e revolucionárias.

Muitos dos poetas revolucionários são figuras conhecidíssimas da nossa literatura, José Basilio da Gama, autor do poema épico O Uruguai, 1769, era um dos que lutavam na Inconfidência Mineira. O livro é recheado de poemas, sejam eles dos poetas da época ou de poetas que escrevem sobre o assunto . O que mais me deixou impressionada foi o fato de Inácio e outros personagens realmente existirem e serem heróis para o povo de Minas Gerais. Pesquisando sobre o assunto encontrei vários textos e poemas escritos por eles. A história de Tiradentes todos nós conhecemos, mas e os seus aliados aqueles que não tiveram seus nomes citados nos livros de história, esses tem suas vidas romanceadas pela autora que escreve belamente.

Depois que li este livro senti uma vontade enorme de visitar cada cidade citada nele e conhecer os lugares por onde esses heróis passaram. ( Viviane Mariene)

Ano: 2015/ Páginas: 432

Editora: Gutenberg

Monica Sifuentes

Deixe um Comentário

Comunidades

Redes Sociais

Jornal Boa Notícia

Leia também

MAIS NOTÍCIAS